Se vender sua empresa passa por sua cabeça, o momento para começar é já

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. 

Com a perspectiva de um primeiro semestre sempre meio modorrento por conta da síndrome do Carnaval no Brasil? Sim, exatamente. Mas por que? Explico.

O processo de venda de uma empresa pode demorar meses. Ou até anos

Do dia em que você toma a decisão efetiva de vender até o dia de fechar o negócio e receber seu primeiro down payment, o processo é de médio ou longo prazos. 

Se você começar já, não vai vender já. Embora uma série de processos de M&A sigam ativos exatamente agora, neste período de início do ano, são negociações que se iniciaram lá atrás e deverão se concluir agora. Mas se você começar já, pode, sim, imaginar vender sua empresa em algum momento de 2024. Razoável, não?

Dependendo do grau de readiness para venda da sua empresa, ou seja, do estágio mais ou menos maduro para a M&A do seu negócio, pode ser que você tenha que dar uma boa arrumada na casa, antes de vender. E isso demora meses. Melhora começar logo e não depois.

Se sua empresa estiver mais pronta e madura, é um bom momento de começar a sondar o mercado, ouvir eventuais potenciais compradores, fazer ações exploratórias e preparatórias, para efetivamente fazer o go to market no primeiro tri do ano que vem.

Quanto mais tarde você começar, mais tarde vai, de fato vender, jogando as possibilidades para 2025 ou 2026.

E um dado importante aqui: as economias estão retomando sua dinâmica, aos poucos, mas já estão. Os investidores ou eventuais estratégicos seguem vendo oportunidades. Eles deram uma segurada nos aportes e aquisições, mas não pararam de analisar e selecionar oportunidades. Exatamente para, neste momento em que a economia mostra os primeiros sinais de retomada, voltarem às compras.

Isso já está acontecendo. Por que agora? Por isso.

(*) Para os que me disserem que o mercado norte-americano espera taxas de juros elevadas pelo FED nos próximos meses, comento que o mercado financeiro já computou essa projeção e vai seguir seu ritmo tendo esse como um dado da planilha. Não existe o fator surpresa. A inflação no maior mercado do mundo será controlada nos próximos meses e em menos de um ano a economia do País deverá ter voltado aos trilhos.

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. 


Nos siga nas redes sociais:

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Crescimento do setor de Fintech

E a Scale Ventures como oportunidade de investimento neste mercado O setor de fintech tem experimentado um crescimento exponencial nos últimos anos, impulsionado pela

Mercado de M&A é como um filme

O mercado de M&A (fusões e aquisições) possui uma jornada que pode ser vista como um filme composto por várias cenas, e não apenas

Pipeline Capital lança seu primeiro Scape Report na Europa

A empresa especializada em M&A no setor de Tech já elaborou anteriormente outros Scape Reports com o objetivo de oferecer uma compilação das empresas

M&A no setor de tecnologia: desafios e oportunidades

As fusões e aquisições (M&A) no setor de tecnologia têm se destacado como uma poderosa ferramenta para empresas que buscam inovação, expansão e competitividade.

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.