A Máquina de Vendas – Por Edson Rigonatti

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Não interessa qual seja o seu produto, o seu mercado, a sua indústria, ou o seu modelo de negócio. Para sua empresa crescer e você vencer El Enemigo, você precisa vender. É uma ilusão achar que alguém ou alguma coisa vai vender por você. Pode ser um ecommerce, um canal de vendas, um representante ou um vendedor; no final das contas, você é o responsável por articular e incentivar a venda.

Vender não é fácil. Lidar com o medo da rejeição é angustiante. Prospectar é difícil porque não sabemos quem quer comprar. Diagnosticar é difícil porque não sabemos o que eles realmente querem e se podem pagar. Apresentar o produto é difícil porque temos que articular uma história convincente. Negociar é difícil porque temos medo de perder a venda.

A única maneira de lidar com todas as dificuldades e medos é se preparar. É construir uma Máquina de Vendas. O Atributo Andy Grove nos mostrou que em posse de um processo produtivo, precisamos definir o gargalo de produção e estipular os processos de manufatura (transformação), montagem e teste. No caso de vendas teríamos então:

Image for post

O proximo passo é definir o output desejado. No caso de vendas, nosso output é definido pelo ticket médio gasto (average revenue per user). Você quer produzir baleias ou micróbios?

8 Ways to Build a $100M Business

5waysto_plus_3 2

A partir do output desejado, você pode desenhar o seu processo de manufatura (marketing), de montagem (vendas) e principalmente o ponto crítico de teste de qualidade que é a qualificação do lead. Existe um tipo de fábrica (complexidade de venda) e consequentemente um custo de produção (CAC — Cost of acquisition) para cada tipo de output:

Screen Shot 2015-01-31 at 1.37.22 PM

No Touch — Self-Service: auto atendimento, sem contato humano

Light Touch — Inside Sales: algumas ligações por telefone

High Touch — Inside Sales: várias e demoradas ligações por telefone

Field Sales: Venda presencial

Field Sales + SEs: Venda consultiva envolvendo vendedor e técnico (system engineer)

Montando a Sua Máquina de Vendas

1. Prospecção: qual a melhor maneira de garantir um suprimento constante e crescente de matéria prima para que sua fábrica nunca pare? Quanto melhor você especificar exatamente que matéria prima você busca (Persona do Comprador) melhor você poderá escolher o fornecedor ideal (Google, Facebook, revistas, televisão, listas, etc);

2. Diagnosticar: como garantir que aquilo que seus fornecedores entregam pode entrar na sua linha de produção? De que adianta ter 1 milhão de uniques no site, ou uma lista de 100 nomes para ligar se ninguém quer comprar o seu produto? Para separar o joio do trigo, você precisa definir os requisitos mínimos de qualidade (lead scoring) e um processo de teste de qualidade (closed-loop marketing);

3. Apresentar: ao longo do ciclo de compra, você precisa endereçar as dúvidas e ansiedades de seus potenciais clientes com palavras, frases, imagens que ajudem o processo de percepção, consideração e compra. Você precisa desenvolver os colaterais de marketing e venda para que seus clientes possam fazer tudo sozinhos (auto-serviço), ou seus atendentes e vendedores possam ser efetivos.

4. Vender: seja através de uma página na internet, uma ligação telefônica, ou um aperto de mão, você precisa fechar a venda. Você precisa desenvolver uma lista de técnicas de fechamento mais apropriada para a situação e tipo de cliente.

Erros Mais Comuns na Construção da Máquina de Vendas:

  • Querer produzir (vender) animais de diferentes tamanho (ARPU) ao mesmo tempo;
  • Querer produzir (vender) com diferentes linhas de produção (complexidade) ao mesmo tempo;
  • Não realizar testes de qualidade no handoff entre manufatura (marketing) e montagem (vendas);
  • Esperar a máquina inteira ficar pronta antes de começar vender;
  • Achar que tudo isso é teoria e não funciona na prática!!

En Gard!!!


Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Retail media e CTV juntas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. O levantamento é da Innovid, uma plataforma de adtech e mensuração de performance de mídia.

Preço não se negocia, se respeita.

Texto de Alon Sochaczewski, Founder e CEO da Pipeline Capital. Vamos aproveitar o começo de ano para refletir sobre comportamentos essenciais que podem mudar

O Ecossistema de Inovação de Porto Alegre desabrochou

Texto de Cesar Paz, Business Partner da Pipeline Capital. Para avançarmos na afirmativa do título desse texto, primeiro precisamos entender minimamente o que seria

Retail mídia e a performance das marcas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. Explosão de retail mídia inclui performance, mas também construção de marca. Temos visto que praticamente

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.