Mercado de M&A atinge patamares recordes em meio à pandemia

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital.

Refinitiv, empresa especializada em análises do mercado financeiro no mundo, registra negócios no valor de US $ 3,6 trilhões no acumulado deste ano, ultrapassando o total anual de US $ 3,59 trilhões de 2020

Os dados são da Refinitiv, empresa britânico-norte-americana especializada em análises do mercado financeiro global: “A atividade global de fusões e aquisições (M&A) atingiu novos recordes, aproveitando a sequência recorde de negociações desde o início do ano, auxiliada por baixas taxas de juros e alta nos preços das ações.”

De acordo com a companhia, o valor total de negócios em 2021 já atingiu US $ 3,6 trilhões no acumulado do ano, ultrapassando o total anual de US $ 3,59 trilhões de 2020. E neste ano, já foram anunciados 35.128 negócios, um salto de 24% em relação ao ano passado.

“O momento de M&A aponta para um mercado fundamentalmente forte olhando para o futuro. Este ritmo de negociação pode continuar pelos próximos 18-24 meses, com novas soluções de financiamento e setores impulsionando a atividade”, disse Andrea Guerzoni, vice-presidente global da Ernst & Young, registra a Agência Reuters.

EUA foram responsáveis por US$ 2,14 tri em fusões e aquisições

“A forte demanda de private equity e a recuperação nas aquisições das SPACs (Special-Purpose Aquisition Companies) devem suportar um robusto pipeline de negócios no curto e médio prazo”, analisa ela.

Os Estados Unidos sozinhos foram responsáveis por US$ 2,14 trilhões em transações de fusões e aquisições este ano, enquanto a Europa e a Ásia-Pacífico arrecadaram US$ 657 bilhões e US $ 620 bilhões, respectivamente.

Matthew Barbieri, sócio responsável pela Wiss & Company, disse que os eminentes aumentos de impostos sobre as transações de capital impulsionaram a atividade de M&A nos EUA. “Você, como vendedor, está enfrentando o fato de que, se esperar até que a nova legislação tributária seja aprovada, e se ela for aprovada da maneira como está sendo apresentada agora, você terá um acerto de aproximadamente 20% no valor líquido da transação “, disse Barbieri.

Fusões e aquisições de serviços financeiros: US$ 442 bi

O setor de tecnologia, que normalmente responde pela maior parte do volume de negócios a cada trimestre, continuou a liderar negócios no valor de US$ 799 bilhões, que foram anunciados pelo setor. Os volumes de Fusões e Aquisições de serviços financeiros ficaram em US$ 442 bilhões, enquanto os setores industriais responderam por US$ 438 bilhões.

Analistas acreditam que as negociações a partir de grandes empresas (Corporate Ventures), que acumularam níveis recordes de caixa recentemente, aumentarão ainda mais os volumes de fusões e aquisições no curto prazo.

“As empresas de private equity têm quase US$ 2 trilhões à disposição e há uma quantidade semelhante de dinheiro nos balanços do S&P 500. Combine os meios financeiros para fazer negócios com a necessidade de reajustar os modelos de negócios para o mundo pós-pandemia, e você encontrará organizações cada vez mais interessadas em suas opções de fusões e aquisições “, disse Jeff Black, sócio da Mercer.

A fusão entre a Warner Media e a Discovery (DISCA.O) da AT&T (TN), dona de redes de TV de estilo de vida como HGTV e TLC, é o maior negócio do ano até agora, com o valor empresarial da nova empresa combinada em mais de US $ 120 bilhões.

Os dados mais recentes da Refinitiv revelaram que setores que ainda estão lutando contra a pandemia, como varejo de consumo e empresas de viagens, ficaram atrás de outros setores aquisitivos, como tecnologia e saúde em atividades de fusões e aquisições este ano.

O setor de energia renovável arrecadou cerca de US$ 18 bilhões em negócios até agora este ano, mais do que o dobro do volume de fusões e aquisições gerado no ano passado. “Já os negócios envolvendo atividades ESG estão se tornando cada vez mais uma parte integrante das decisões de investimento”, disse Guerzoni da Ernst & Young.

Em outras palavras, a tendência é de alta e veio para ficar.

Matéria completa na Suno, em agosto de 2021.

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Retail media e CTV juntas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. O levantamento é da Innovid, uma plataforma de adtech e mensuração de performance de mídia.

Preço não se negocia, se respeita.

Texto de Alon Sochaczewski, Founder e CEO da Pipeline Capital. Vamos aproveitar o começo de ano para refletir sobre comportamentos essenciais que podem mudar

O Ecossistema de Inovação de Porto Alegre desabrochou

Texto de Cesar Paz, Business Partner da Pipeline Capital. Para avançarmos na afirmativa do título desse texto, primeiro precisamos entender minimamente o que seria

Retail mídia e a performance das marcas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. Explosão de retail mídia inclui performance, mas também construção de marca. Temos visto que praticamente

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.