O que é um processo de M&A?

O que é um processo de M&A?

Tempo de leitura:
Compartilhe:

O que é um processo de M&A? Entenda quais são as etapas principais e os benefícios que o M&A pode trazer para as empresas envolvidas.

M&A é a sigla em inglês para “Mergers and Acquisitions”, que em português significa “Fusões e Aquisições”. Esse processo pode ser definido como a consolidação de empresas através da compra e venda parcial ou total de uma empresa, com o objetivo de unir duas organizações para criar sinergias, aumentar a competitividade ou expandir os negócios.

As operações de M&A podem ser complexas e envolvem uma série de procedimentos que irão garantir o sucesso do investimento.

Os diferentes processos de M&A

Existem diferentes tipos de M&A, que variam de acordo com o objetivo e a natureza das empresas envolvidas. Cada tipo tem suas particularidades e objetivos específicos, que devem ser cuidadosamente avaliados para garantir o sucesso da operação. Abaixo, explicamos os formatos mais comuns:

Horizontal: Fusão ou aquisição entre empresas do mesmo setor que comercializam produtos ou serviços semelhantes. O objetivo principal é aumentar a participação de mercado e a competitividade. Por exemplo, a fusão entre dois fabricantes de automóveis visa consolidar sua posição no mercado e reduzir a concorrência direta.

Vertical: O M&A vertical envolve empresas da mesma cadeia de produção, mas em diferentes estágios de forma complementar. Esse tipo pode ser dividido em:

  • Forward (para frente): Envolve a aquisição de empresas que estão mais próximas do consumidor final. Por exemplo, um fabricante de componentes eletrônicos adquirindo uma empresa de montagem de produtos finais.

  • Backward (para trás): Refere-se à aquisição de empresas que fornecem matérias-primas ou componentes. Um exemplo seria uma montadora de automóveis comprando um fornecedor de peças.

Conglomerado: Nesse formato, empresas de setores diferentes se unem para diversificar riscos e expandir sua influência. Por exemplo, uma empresa de tecnologia adquirindo uma empresa de alimentos para entrar em um novo mercado e reduzir a dependência de um único setor.

Complementar: O M&A complementar ocorre quando empresas que comercializam produtos ou serviços complementares se unem para oferecer um portfólio mais abrangente. Um exemplo seria uma empresa de software de gestão empresarial adquirindo uma empresa de consultoria em implementação de sistemas.

Extensão: Nesse tipo de M&A, empresas que vendem produtos semelhantes para públicos diferentes se unem para expandir seu mercado. Por exemplo, uma empresa que fabrica produtos de luxo para um público de alta renda adquirindo uma empresa que fabrica produtos similares para um público de renda média.

Por que fazer M&A?

As operações de M&A são motivadas por diversos fatores estratégicos. Primeiramente, a diversificação de mercado permite que empresas expandam suas áreas de atuação e alcancem novos segmentos de clientes, reduzindo a dependência de um único mercado e aumentando a resiliência a flutuações econômicas. Além disso, a fusão ou aquisição pode melhorar o reposicionamento da marca, aumentando a credibilidade e a imagem da empresa no mercado.

Outro motivo crucial é a eficiência operacional e a redução de custos. As operações de M&A ajudam a eliminar redundâncias, consolidar operações e otimizar processos, resultando em uma estrutura de custos mais competitiva. A combinação de recursos e expertise também cria uma organização mais robusta e adaptável às mudanças do mercado, aumentando a resistência a crises econômicas e proporcionando uma base financeira mais sólida.

Por fim, o compartilhamento de conhecimento e expertise fortalece a competitividade da empresa. A soma do capital informacional acelera o desenvolvimento de novos produtos e serviços, melhora a eficiência operacional e fortalece a posição no mercado. Além disso, a combinação de equipes talentosas promove inovação e crescimento, e a entrada em novos mercados e segmentos oferece novas oportunidades de expansão e sucesso.

O processo de M&A em 6 etapas

O processo de M&A segue algumas etapas padronizadas para garantir um investimento seguro e eficiente. Confira abaixo, em 6 etapas principais:

1. Preparação e análise: A primeira etapa envolve a definição dos interesses dos envolvidos (compradores e vendedores) e a análise do bem a ser negociado. É necessário observar elementos como a posição financeira da empresa, margens, produtos/serviços oferecidos, base de clientes, entre outros. Além disso, é importante também definir a estratégia de compra/venda e buscar os melhores negócios.

2. Due Diligence: A Due Diligence é uma auditoria detalhada das informações da empresa a ser adquirida. Ela envolve a análise das práticas e rotinas da empresa nas áreas financeira, contábil, trabalhista, tributária, previdenciária, entre outras. O objetivo é identificar riscos e oportunidades relacionadas a passivos e ativos ocultos, garantindo a confiabilidade das informações.

3. Reorganização societária: Antes ou após a operação de M&A, pode ser necessária uma reorganização societária. Isso pode envolver a transformação do tipo societário, incorporação, cisão, drop-down, capital, entre outros. O objetivo é ajustar a estrutura jurídica e societária das empresas envolvidas para facilitar a operação.

4. Negociação contratual: Com a auditoria concluída, inicia-se a negociação do contrato principal. Dependendo do tipo de operação, o contrato pode ser de compra e venda de cotas ou ações ou de compra e venda de ativos. É importante definir aspectos como preço, forma de pagamento, representações e garantias, condições precedentes, indenizações, entre outros.

5. Closing (fechamento): O fechamento é a etapa em que se formaliza o cumprimento das condições prévias e ocorre a transferência de titularidade dos bens. Nesta fase, são assinados os documentos de renúncia dos administradores atuais, verificadas as certidões negativas, assinados os documentos de fechamento do preço e efetivada a transferência das participações acionárias.

6. Post-closino (pós-fechamento): A última etapa do processo de M&A é o pós-fechamento, que consiste na finalização do processo com o registro das alterações nos documentos sociais da sociedade e o cumprimento das obrigações assumidas no contrato. É importante observar os prazos e garantir que todas as condições acordadas sejam cumpridas.

Conclusão

Em resumo, o processo de M&A é uma estratégia poderosa para empresas que buscam crescimento, diversificação e aumento de competitividade. Embora complexo, ele pode ser altamente benéfico quando bem executado. Com uma análise cuidadosa, auditorias detalhadas e negociações bem conduzidas, as empresas podem alcançar novos patamares e garantir seu sucesso no mercado.

Ao considerar uma operação de M&A, é essencial contar com a expertise de uma assessoria especializada. A Pipeline Capital, com mais de 12 anos de experiência no mercado e um portfólio robusto de operações bem-sucedidas, é uma escolha excelente para empresas que buscam maximizar o valor de suas transações.

Se você deseja explorar mais sobre M&A e entender como ele pode beneficiar sua empresa, considere buscar a ajuda de especialistas da Pipeline. Nós iremos te guiar por todas as etapas do processo e garantir que sua operação de M&A seja bem-sucedida.

Leia mais artigos sobre M&A:

Siga a gente:

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Crescimento do setor de Fintech

E o Venture Capital como oportunidade de investimento neste mercado O setor de fintech tem experimentado um crescimento exponencial nos últimos anos, impulsionado pela

Mercado de M&A é como um filme

O mercado de M&A (fusões e aquisições) possui uma jornada que pode ser vista como um filme composto por várias cenas, e não apenas

Pipeline Capital lança seu primeiro Scape Report na Europa

A empresa especializada em M&A no setor de Tech já elaborou anteriormente outros Scape Reports com o objetivo de oferecer uma compilação das empresas

M&A no setor de tecnologia: desafios e oportunidades

As fusões e aquisições (M&A) no setor de tecnologia têm se destacado como uma poderosa ferramenta para empresas que buscam inovação, expansão e competitividade.

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.