O que Davos definiu sobre o momento do setor de M&A?

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Texto de Pyr Marcondes, jornalista, publicitário, consultor, publisher, autor, investidor, M&A Tech Advisor. É Senior Partner da Pipeline Capital.

 

O Fórum Mundial econômico, que se realiza anualmente em Davos, na Suíça, voltou a acontecer este mês, após dois anos meio suspenso por conta da Pandemia, e, como sempre, nos mostrou um retrato e promoveu debates sobre os grandes temas econômicos globais. E M&A não esteve fora da pauta.

 

Em alguns encontros paralelos aos debates centrais, mas com peso significativo pelo que o M&A sempre representa como alavanca sistêmica do capitalismo global, com crise ou sem ela, o assunto foi debatido. E se a crise existe, como sempre disseram sabiamente os chineses, existe também oportunidades.

 

O setor que ainda reúne os maiores interessados e os investidores mais ávidos, segue sendo, sem dúvida, o de finanças. Um mundo de dinheiro mais digital (com criptoativos em marcha, embora talvez em velocidade mais reduzida) cria um ambiente em que a inovação disruptiva deverá ainda apresentar um bom momento para as fintechs e para os investidores que apostem nelas. O dia do investidor do JPMorgan – durante o evento – exemplificou isso. Um tema quente foi o aumento do apetite por fusões e aquisições de fintech.

 

 A combinação de uma queda acentuada nos preços das fintechs (mais de 50% em média em relação ao pico usando o ETF global de fintech), algumas fintechs lutando para gerar caixa otimizando mais altas posições de caixa/capital diante dos bancos significará uma forte retomada em M&A, projetou o Fórum. 

 

Embora a criptografia possa estar em declínio, houve uma mudança radical no nível de ameaça percebida dos novos entrantes financeiros disruptivos ameaçando séria e fundamentalmente os lucros dos bancos estabelecidos clássicos. 

 

Mas também teve destaque a pauta da concorrência e ativação de setores como os gigantes da tecnologia, varejo e empresas de pagamento, todos eles hoje envolvidos mais e mais em gerar disrupções em sua cadeia de valor, investido em diferenciação e invadindo silos antes distantes deles. Inclusive o próprio setor financeiro, porque muitos deles estão, na verdade, se tornando bancos. 

 

Mas também estão se tornando publishers e players de cadeias de negócios como o de games e de entretenimento.

 

A resposta estratégica a isso é simples: mais foco na escala das plataformas, mais gastos com tecnologia e … mais aquisições..Claramente, nem todos os experimentos inovadores funcionaram, as empresas privadas podem tentar esperar melhores avaliações e a aversão ao risco do comprador pode aparecer, mas não se falou no Fórum em nenhuma crise do mercado de M&A. Ao contrário, de novo, crise é sinônimo de oportunidade.

 

Texto de Pyr Marcondes, jornalista, publicitário, consultor, publisher, autor, investidor, M&A Tech Advisor. É Senior Partner da Pipeline Capital.

 

 

Acompanhe novidades através do site https://pipeline.capital
e também do LinkedIn
e do Instagram

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Equity Crowdfunding: Investimento para escalar sua startup

O crowdfunding de capital próprio emergiu como uma ferramenta poderosa para startups que buscam levantar capital e escalar seus negócios. Ao contrário das formas

Mercados de Capitais: O que são e como funcionam?

Os mercados de capitais desempenham um papel crucial na economia global, facilitando a troca de ativos financeiros entre investidores e empresas. Mas afinal, o

Sell Side: 3 estratégias irão maximizar o valuation da sua empresa

Quando se trata de vender o seu negócio, maximizar o valuation é crucial. Como proprietário de negócio ou empreendedor, você deseja garantir que está

ESG: O que é e como aplicá-lo aos negócios

Os critérios ESG (Ambientais, Sociais e de Governança) tornaram-se cada vez mais significativos para empresas que visam criar valor a longo prazo, considerando seu

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.