Razões para fazer o M&A

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

As empresas se fundem ou adquirem outras empresas por uma série de razões, incluindo:

Sinergias: Ao combinar as atividades de negócios, a eficiência geral do desempenho tende a aumentar e os custos gerais tendem a cair, devido ao fato de que cada empresa tira proveito dos pontos fortes da outra.


Crescimento: As fusões podem dar à empresa adquirente uma oportunidade de aumentar sua participação no mercado sem fazer um trabalho pesado significativo. Em vez disso, os adquirentes simplesmente compram o negócio de um concorrente por um determinado preço, no que costuma ser chamado de fusão horizontal. Por exemplo, uma cervejaria pode escolher comprar uma cervejaria concorrente menor, permitindo que a empresa menor produza mais cerveja e aumente suas vendas para clientes fiéis à marca.


Aumentar o poder de precificação da cadeia de suprimentos: Ao comprar um de seus fornecedores ou distribuidores, uma empresa pode eliminar uma camada inteira de custos. Especificamente, a compra de um fornecedor, o que é conhecido como fusão vertical, permite que a empresa economize nas margens que o fornecedor estava adicionando anteriormente aos seus custos. Qualquer coisa ao comprar um distribuidor, uma empresa freqüentemente ganha a habilidade de despachar produtos a um custo menor.


Eliminar a concorrência: Muitas negociações de M&A permitem que o adquirente elimine a concorrência futura e ganhe uma fatia maior do mercado. No lado negativo, geralmente é necessário um grande prêmio para convencer os acionistas da empresa-alvo a aceitar a oferta. Não é incomum para os acionistas da empresa adquirente vender suas ações e empurrar o preço para baixo, em resposta ao fato de a empresa estar pagando muito pela empresa-alvo.


Você tambem pode se interessar:

Felipe Wasserman

Felipe Wasserman

20 anos de experiência profissional com foco em gestão de marketing e M&A para o segmento de varejo com atuação em modelo de negócios online e off-line.