inteligencia artificial

Como a programática e a Inteligência Artificial vão anabolizar o setor de M&A

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner na Pipeline Capital.

Estamos mais acostumados a falar e ouvir falar de “mídia programática”, que é o processo automatizado de compra e venda de mídia.

 

Programática deriva de previamente programado. São tarefas ou atividades planejadas e/ou executadas de forma prevista, programada, hoje com auxílio de tecnologias digitais. Entre elas, a Inteligência Artificial.

 

É assim com a mídia nos tempos da internet e deverá ser assim também com a gestão de ativos no mundo do M&A. Afinal, por que não?

 

Programmatic M&A é a captura de dados e a programação cruzada de informações segundo um planejamento previamente estabelecido, um briefing, uma tese, tudo executado via softwares e AI, automatizando o que hoje é usualmente feito por humanos, de forma manual.

 

A gestão programática de ativos de M&A proporciona o match das necessidades de negócios e objetivos de fusões de aquisições de empresas, com as empresas em si, existentes no mercado ou no portfólio prévio das empresas do setor. 

 

Estudos nos EUA revelaram que essa automação programada e digitalmente gerida está crescendo no País e que os bancos de dados de M&A serão cada vez mais anabolizados por tecnologias avançadas, entre elas a Inteligência Artificial.

 

A Inteligência Artificial consegue aglutinar em bancos de dados empresas e mais empresas potencialmente interessantes para um determinado deal, além de conseguir também prever com considerável acurácia como se comporá um negócio entre duas companhias, desde que alimentada com os dados e informações corretas de ambas e de todas as condicionantes do negócio, como premissas mercadológicas e financeiras. E assim dotar o setor de previsibilidade digital.

 

Os estudos de empresas especializadas apontam que a tendência de fusões e aquisições programáticas é aquela com maior probabilidade de criar maior valor para as empresas do setor no futuro próximo. 

 

A AI propicia ainda a manipulação de dados em maior volume, big data, ampliando as possibilidades de match. 

 

Apesar disso, os analistas alertam que a abordagem de M&A programático não é prioritariamente um jogo apenas de volumes; mas uma estratégia para construir sistematicamente novos negócios, serviços e capacidades com maior precisão. 

 

As empresas de M&A que usam uma abordagem programática, como destaca white paper da McKinsey, “criam fluxos de negócios vinculando sua convicção e estratégia corporativa ao entendimento de suas vantagens competitivas e à confiança em sua capacidade de execução. Gerenciam suas estratégias de crescimento de forma proativa”.

 

A McKinsey aponta ainda que as empresas que usam a abordagem programática para fusões e aquisições – versus abordagens orgânicas – geralmente superam sua concorrência exatamente por isso. 

 

Dificilmente o setor de M&A prescindirá da inteligência humana em vários pontos de análise e execução de uma transação. Mas a Inteligência Artificial e o M&A programático devem se estabelecer como uma tendência inequívoca no setor nos próximos anos.

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Equity Crowdfunding: Investimento para escalar sua startup

O crowdfunding de capital próprio emergiu como uma ferramenta poderosa para startups que buscam levantar capital e escalar seus negócios. Ao contrário das formas

Mercados de Capitais: O que são e como funcionam?

Os mercados de capitais desempenham um papel crucial na economia global, facilitando a troca de ativos financeiros entre investidores e empresas. Mas afinal, o

Sell Side: 3 estratégias irão maximizar o valuation da sua empresa

Quando se trata de vender o seu negócio, maximizar o valuation é crucial. Como proprietário de negócio ou empreendedor, você deseja garantir que está

ESG: O que é e como aplicá-lo aos negócios

Os critérios ESG (Ambientais, Sociais e de Governança) tornaram-se cada vez mais significativos para empresas que visam criar valor a longo prazo, considerando seu

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.