É um mau humor e vai passar

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Texto de Alon Sochaczewski, Founder e CEO da Pipeline Capital Tech.

 

Chegou a vez das Techs. O mercado de investimentos não perdoa, uma crise a caminho, o mau humor contamina tudo que não tem austeridade e, evidentemente, as empresas do futuro, as tech, não escaparam. 

O mercado questiona quem não cresce mais como a Netflix. Cadê seu lucro e seu crescimento? Não tem? Corta. 

O Snap não vai dar o lucro esperado? Corta.

E no benefício da dúvida, cortem todos os valores de assets de Tech, afinal de contas eles têm o mesmo comportamento. 

Mas e aí, o que vai acontecer? 

É um Ciclo.

O Ycombinator soltou um post hit no Twitter, avisou suas investidas que o momento é “parábola para baixo” e que segurem seu caixa ou captem agora, porque ficará mais difícil pegar dinheiro por um bom preço. Ressalto aqui que ele não disse que não terá dinheiro.

Mas as coisas voltarão a um novo normal.

Isso só vai acontecer quando a economia global voltar a crescer com condições favoráveis com redução da inflação, taxa de juros, crescimento do PIB e um mundo mais tranquilo, sem pandemia, lockdowns, guerras relevantes e etc etc. Será que teremos essa condição novamente em breve? 

Não sabemos exatamente quanto tempo levará esta estabilização. 

Pode levar muitos anos assim como estamos caminhando para o 3o. ano pós pandemia e com uma China trancafiada –  num novo lockdown atrapalhando muitas cadeias produtivas. 

Tá, mas eu tenho uma empresa de Tech, então me dei mal? 

Vai depender do seu projeto. 

Se você tem uma empresa que cresce gerando resultado, está tudo bem – o famoso bootstrap.  Mas… se você queima caixa para crescer ou pretende acelerar seu negócio sacrificando margem e caixa, você precisa tomar cuidado. Veja alguns efeitos e condições neste momento e para um breve futuro:

 

  • Se você quiser captar, certamente o valor dos ativos estão mais baixos. Você pode captar, porém vendendo mais equity. 
  • A sua modelagem financeira e de caixa terá que ser muito bem afiada. Mas muito mesmo. 
  • Se você escolher por dívida, vai pagar uma taxa beeem mais alta, porém sem sacrificar a baixa dos preços das ações. Pode ser uma ótima opção, para quem tem maturidade de gestão e margem futura generosa. 

 

Quem tem uma empresa madura e sustentável, tem neste momento um pequeno ajuste de preço – o aumento da taxa de juros impacta na redução de valuation (fluxo de caixa descontado). Mas se for uma empresa com muito valor, a liquidez permanece inabalável. 

Mas faço um alerta em Bold:  “É preciso entender que temos mercados distintos sobre liquidez”. 

Temos empresas com tamanho e momentos distintos. Uma coisa é o valor questionado da gigante Netflix, empresa madura. O outro, do unicórnio brasileiro Único, de reconhecimento facial. E por fim, de uma empresa menor de serviços de tecnologia, que fature seus R$ 20 milhões anuais e que tenha um crescimento moderado. 

São empresas em momentos de valuations distintos. Não se pode colocar tudo num mesmo saco.

OK, Alon, mas o mercado de M&A será afetado?

Tenho que segurar a venda da minha empresa? 

O volume do M&A não será afetado

O M&A é “a solução” com ou sem crise, de crescimento inorgânico das empresas. O que teremos será um aumento nas fusões, porém, o volume de investimento continuará alto. Temos muitos Private e Venture Capital capitalizados. É um mercado que se move pela transformação e que, novamente, não vai parar pela crise. 

E nós Latinos, seremos mais afetados?

Eu acredito que não.

A América Latina está se tornando uma região muito atraente globalmente. Do ponto de vista digital, vem crescendo muito e com muitas empresas talentosas. O empreendedorismo vem aumentado com uma geração de novos empreendedores nascidos fora do eixo acadêmico e mão na massa. 

Somos uma região que traz novos players globais como a Globant, VTEX, MercadoLivre entre muitos outros. Estão nascendo muitas empresas, futuras gigantes aqui na região.  

Muitos Privates Equities globais estão aumentando os investimentos na região. A Advent anunciou esta semana um um novo fundo, sendo que pretendem investir USD 5 bilhões na região. A General Atlantic comprou 10% da Locaweb. São sinais claros do valor da região. Ano passado mapeamos o mercado de investimentos e é impressionante a quantidade de casas de investimentos locais que nasceram nos últimos 3 anos.
Você pode baixar aqui gratuitamente.

Quer conhecer o mapa do ecossistema de investidores brasileiros? Baixe agora o Scape Report Investment.

 

Acompanhe novidades através do site https://pipeline.capital
e também do LinkedIn
e do Instagram 

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Equity Crowdfunding: Investimento para escalar sua startup

O crowdfunding de capital próprio emergiu como uma ferramenta poderosa para startups que buscam levantar capital e escalar seus negócios. Ao contrário das formas

Mercados de Capitais: O que são e como funcionam?

Os mercados de capitais desempenham um papel crucial na economia global, facilitando a troca de ativos financeiros entre investidores e empresas. Mas afinal, o

Sell Side: 3 estratégias irão maximizar o valuation da sua empresa

Quando se trata de vender o seu negócio, maximizar o valuation é crucial. Como proprietário de negócio ou empreendedor, você deseja garantir que está

ESG: O que é e como aplicá-lo aos negócios

Os critérios ESG (Ambientais, Sociais e de Governança) tornaram-se cada vez mais significativos para empresas que visam criar valor a longo prazo, considerando seu

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.