Fusões e aquisições têm melhor desempenho dos últimos 25 anos

Tempo de leitura:
Compartilhe:

As operações de fusões e aquisições no Brasil encerraram 2021 com desempenho recorde, registrando 1963 transações nos últimos doze meses. Essa marca supera em 59% o total verificado ao longo de 2019 que era, até então, o melhor ano da série histórica, concluído com 1231 negociações. Dessa maneira, os resultados de 2021 consolidam o ano passado como o melhor período desde 1996, ano em que a pesquisa foi iniciada pela KPMG.

 

O estudo indicou ainda que o último trimestre do ano passado também registrou recordes, com 602 negócios concluídos. Mantendo a tendência de alta observada nos últimos meses, este foi o melhor trimestre da história em qualquer tipo de comparação e ainda apresentou um forte crescimento em comparação aos trimestres anteriores de 2021 (respectivamente, do primeiro ao penúltimo, 375, 429 e 557).

 

Do total de operações realizadas no ano passado, a maioria das transações foi doméstica (1289), ou seja, realizada entre empresas brasileiras. Em segundo lugar, estão as operações do tipo CB1 (581), seguida por CB4 (40), CB2 (39) e CB3 (9) e CB5 (5).

 

“Estes resultados consolidam a tendência de investimento em transformação digital e inovação protagonizados pelas companhias brasileiras e multinacionais, que têm feito aportes estratégicos em diversos segmentos de negócios. Isso indica ainda que a confiança em negócios relacionados com inovação permanece em uma rota crescente junto a investidores estratégicos e financeiros desde o início da pandemia, em 2020”, ressalta o sócio-líder de do M&A Proprietário da KPMG no Brasil, Luis Motta.

 

Com relação aos segmentos de negócios, no acumulado de 2021, a liderança no ranking ficou para as companhias de internet, que realizaram 658 operações de fusões e aquisições durante o ano passado, representando 34% do total das transações no ano. Na sequência, aparecem tecnologia da informação, com 358 negócios, representando 18%. Juntos, estes dois setores responderam por mais da metade do total de operações do Brasil neste ano.

 

O segmento de instituições financeiras também foi fortemente impactado por diversos tipos de transações (161), sendo a maioria delas também na busca de modelos de negócios inovadores. Finalizam o ranking com maior número de transações as companhias de serviços (78), hospitais e laboratórios de análises clínicas (70) e mídia e telecomunicações (66), sendo este último setor fortemente impactado por transações em infraestrutura e conectividade para modelos inovadores.

 

fusoes e aquisicoes

 

Legendas:

Transações Domésticas: entre empresas de capital brasileiro

CB1: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB2: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no exterior.

CB3: Empresa de capital majoritário brasileiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB4: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de estrangeiros, capital de empresa estabelecida no Brasil.

CB5: Empresa de capital majoritário estrangeiro adquirindo, de brasileiros, capital de empresa estabelecida no exterior

 

Leia a matéria completa em Tiinside.

 

Confira também as Perspectivas para o mercado de M&A em 2022.

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

Retail media e CTV juntas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. O levantamento é da Innovid, uma plataforma de adtech e mensuração de performance de mídia.

Preço não se negocia, se respeita.

Texto de Alon Sochaczewski, Founder e CEO da Pipeline Capital. Vamos aproveitar o começo de ano para refletir sobre comportamentos essenciais que podem mudar

O Ecossistema de Inovação de Porto Alegre desabrochou

Texto de Cesar Paz, Business Partner da Pipeline Capital. Para avançarmos na afirmativa do título desse texto, primeiro precisamos entender minimamente o que seria

Retail mídia e a performance das marcas

Texto de Pyr Marcondes, Senior Partner da Pipeline Capital. Explosão de retail mídia inclui performance, mas também construção de marca. Temos visto que praticamente

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.