As tecnologias avançadas mais adotadas pelas empresas

Tempo de leitura:
Compartilhe:

Belo estudo da McKinsey nos revela quais as 15 tecnologias avançadas que estão hoje mais sendo adotadas pelas empresas. Elas vão da computação quântica a investimentos em energia limpa. Mas vou fazer um recorte meu aqui: as tecnologias que são a base e serão o futuro da conexão dos negócios. São elas: IA aplicada, Conectividade Avançada, Futuro da Mobilidade, Web3 e Tecnologias de Realidade Imersiva.

Vamos lá.

IA Aplicada

O estudo considera a Inteligência Artificial como uma tecnologia isolada das demais, mas ela não é. Ela está embarcada em todas as tecnologias listadas no estudo e é, em verdade, um set complexo, intricado e interligado de vários layers de tecnologias digitais fundamentadas em algoritmos. Mas ok.

A análise também foca prioritariamente na parte da IA chamada Machine Learning (aprendizado de máquina). E muito embora esse aprendizado seja relevante de fato, ele é só um pedaço da AI. Neste caso, coincidentemente, o pedaço que mais nos interessa aqui.

Machine Learning, você já sabe, é a capacidade das máquinas aprenderem. Mais que isso: aprenderem a falar conosco. É um pedaço cognitivo da AI.

Mais ainda: é um aprendizado incremental. Quanto mais treinados, mais os algoritmos adquirem conhecimentos e habilidades em nos entender e interagir conosco.

O impacto disso nas empresas é óbvio. As máquinas terão mais e mais presença no mundo corporativo, realizando tarefas que antes eram dos seres humanos.

Sim, haverá desemprego por isso. Mas também novos cargos e funções serão criados.

Ocorra o que ocorrer nesse lado específico do trabalho, o lado do incremento de velocidade, acurácia, mensurabilidade e rentabilidade dessas tecnologias para as companhias já está sendo significativo.

Nelas foram investidos US$ 165 bilhões ano passado. É o terceiro maior investimento dentre os setores analisados pela McKinsey.

A expressão “aplicada” adotado pela consultoria tem a ver com o fato de que muita pesquisa acadêmica e das empresas estão sendo recorrentemente feitas e continuarão a ser indefinidamente, porque investimentos em tecnologias nunca mais vão parar de ser feitos. E esses investimentos não são computados aqui. Só os que ser referem a aplicação efetiva de IA.

Todos os avanços tecnológicos das empresas terão embedados uma camada de AI. Por isso devemos ficar de olho e acompanhar os avanços nessa área com suas aplicações para o mundo corporativo.

Conectividade Avançada

Os protocolos 5G/6G da tecnologia de telecomunicação celular vão permitir o avanço da Internet das Coisas e a Internet das Coisas estará em todas as áreas da nossa vida e da vida das empresas e das indústrias. Além disso, como base de infra-estrutrura telecom para que essas redes entrem em operação (o que já está acontecendo no Brasil, você está acompanhando), investimentos pesados estão sendo feitos em redes sem fio de baixa potência, satélites de baixa órbita terrestre e outras tecnologias de suporte a uma série de soluções digitais, que podem impulsionar o crescimento e a produtividade em todos os setores.

Os investimentos nessa área foram de US$ 166 bilhões ano passado, sendo o estudo. Mas o mais importante, é que a conectividade é impulsionadora de avanços em uma série de áreas conexas. Toda a cadeia de compra, venda e distribuição das empresas está sendo afetada diretamente por esses avanços. O marketing, o consumo e o varejo idem. A cadeia de supply chain das indústrias também. As cidades serão mais inteligentes por conta disso. Enfim, cada dólar investido em Conectividade Avançada gera dezenas de outros em um sem número de outros setores empresariais.

Futuro da Mobilidade

Totalmente ligada a tecnologia da Conectividade Avançada, o Futuro da Mobilidade é, em verdade, a expressão mais palpável e permeável dos avanços de conexão. Sua manifestação mais explícita está bem aqui no nosso bolso ou bolsa. E dentro de cada smartphone, um sem fim de possibilidades de integração com as tais cidades inteligentes que citei acima, o consumo on e off integrado, ubíquo e omnichannel também. A mobilidade não é só um atributo físico de locomoção, logística e compras. É também uma porta aberta a toda e indústria do entretenimento e dos games, que somadas, hoje, significam um volume de negócios gerados da ordem de US$ 500 bilhões.

Segundo a McKinsey, foram investidos ano passado US$ 236 bilhões no Futuro da Mobilidade. E assim como os investimentos em Conectividade Avançada, também cada dólar aplicado nesse setor se multiplica em muitos outros em segmentos conexos e interligados.

Comprar, vender, se locomover, consumir lazer e entretenimento, entre outras tantas coisas, serão atividades completamente diferentes e muito mais avançadas do que hoje em muito pouco tempo.

Para as empresas, isso significa uma oportunidade gigante de diversificação, expansão e incremento de resultados.

Web3

A Web3 é a internet imersiva suportada pelo Blockchain, que dá origem ao Metaverso (uma realidade digital paralela), a toda uma nova economia e fianças descentralizadas (DeFi), fundamentada em smart contracts e transformadora do poder de controle dos cidadãos, usuários e consumidores, que nela serão senhores de seus dados e de sua segurança digital de forma nunca antes imaginada para e pela internet como a conhecemos.

Para as empresas, obviamente, essa nova internet anabolizada por uma velocidade muitas vezes maior do que a da Internet de hoje, além de onipresente e a nossa volta como não estivéssemos mais fora dela, significa um sem número de novas possibilidades de comunicação, venda e gestão. Um ambiente em renovada expansão permanente, com diretamente proporcionais oportunidades de negócios.

Nela foram investidos ano passado US$ 30 bilhões, segundo a consultoria. Mas é de se supor que esses investimentos são ainda tímidos e que, assim que esse novo ambiente em que o virtual e o real deixam de ter fronteiras graças as realidades imersivas pelas quais é tecnologicamente constituído, eles crescerão exponencialmente. Como a própria Web3.

Tecnologias de Realidade Imersiva

As Tecnologias de Realidade Imersiva usam protocolos de detecção e computação espacial para ajudar os usuários a “ver o mundo de maneira diferente” por meio da realidade mista ou aumentada (AR/MX) ou “ver um mundo diferente” por meio da realidade virtual (VR). Você conhece.

US$ 30 bilhões foram investidos nos avanços dessas tecnologias ano passado, nos conta a McKinley.

As realidades imersivas, como explicado acima, são um dos momentos e ambientes  mais fascinantes da Web3 e do Metaverso. São seu mais inebriante parque de diversões.

Para as empresas, trata-se de gerar ambientes igualmente imersivos para seus produtos e marcas, mas também para a toda a sua gestão industrial, logística e de comércio.

Pode ser divertido (e é), mas não é brincadeira. Trata-se de todo um ambiente de interação com a realidade social e de negócios, que transformará a dinâmica como as companhias se relacionam com cidadãos e consumidores, além de como conduzem sua própria gestão.

É isso.

Como imagino ter deixado claro, essas 5 tecnologias estão aqui separadas apenas por didática e para facilitar nossa análise e a análise da McKinsey. Mas em verdade, tudo isso é uma coisa só, totalmente conectada, integrada e se transformando mútua e recorrentemente. Sem fim, em verdade.

Empresas em geral precisam estar atentas a todos esses movimentos e se engajar neles, sob o risco de perderem produtividade, mercado e lucro.

 

 

 

Acompanhe novidades através do site https://pipeline.capital
e também do LinkedIn
e do Instagram

 

Compartilhe:

Últimas Postagens

Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

  A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

O que é um processo de M&A?

M&A é a sigla em inglês para Mergers and Acquisitions, em português, Fusões e Aquisições. Trata-se da compra e venda parcial ou total de

O que é Martech

E por que Martech é essencial para o sucesso do seu negócio. Para começar, é importante entender o que é Martech. O termo “Martech”

M&A mostra tendência positiva, que deve se consolidar

Texto de Alon Sochaczewski, fundador e CEO da Pipeline Capital. No mais recente estudo do Morgan Stanley, cujo título é “Why 2024 Could Be a

Venture Capital vs Venture Debt: Financiamento para startups

Venture capital vs venture debt, entenda suas diferenças, vantagens e desvantagens, e também o momento mais apropriado para cada financiamento. O acesso ao capital

Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

Pipeline Podcast “Papo de M&A”

Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.