Digitalização do comércio evidenciou problemas no setor de pagamentos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Consumidores querem mais agilidade e rapidez na hora de pagar suas comprar; Pix veio como uma solução para esse problema

            A pandemia do novo Coronavírus acelerou o processo de digitalização do comércio no Brasil. Esse processo que levou muitas pessoas a fazerem suas compras de forma virtual, deixou mais evidente um dos problemas do varejo on-line, os pagamentos.

Um levantamento feito pela Opinion Box, revelou que o principal meio de pagamento utilizado no Brasil, é o boleto bancário (52%). A pesquisa mostrou que 77% das pessoas que utilizam o boleto bancário como forma de pagamento reclamam do fato de ter que esperar até 2 dias úteis para a validação do boleto. E 61% das pessoas ouvidas pela pesquisa não fazem pagamentos por  transferências bancárias pelas taxas cobradas pelo serviço.

A pesquisa revelou que 60% das pessoas já passaram por uma situação de incômodo para fazer um pagamento via transferência bancária. E o principal motivo desses incômodos foi o de ter que esperar até o próximo dia útil para fazer uma transferência (36%) ou de já ter passado do horário permitido para se efetuar a transação (35%).

Nesse contexto o Pix, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central, veio para resolver as dores referentes às formas de pagamento. A pesquisa da Opinion Box mostrou que quando se fala de Pix, a principal palavra associada pelas pessoas é agilidade, rapidez, facilidade e praticidade. Sobre o uso do Pix pelos brasileiros, 66% o consideram fácil de entender, 59% o consideram seguro e 72% usariam o Pix como forma de pagamento.

Para o e-commerce o Pix irá facilitar o pagamento pelos consumidores, sendo uma opção aos boletos bancários que demoram para ter o pagamento confirmado, e para os lojistas que terão todas as etapas de processamento, separação e envio dos pedidos agilizados, portanto investir em melhorias no setor de pagamentos será importante para melhorar  a experiência do consumidor.

Em um comunicado divulgado no dia 07 de dezembro, a Ame Digital,fintech e plataforma mobile de negócios da Lojas Americanas e da B2W, anunciaram a compra da fintech Bit Capital, plataforma Open Banking, que oferece soluções para integração nativa ao ecossistema financeiro, de forma simples e segura. A Bit Capital também tem soluções de integração com o PIX, sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central.

No comunicado, a companhia afirma que a aquisição está em linha com o plano de negócios da Ame, a conta digital das Americanas utilizada para pagar contas feitas em lojas parceiras, possibilitando a aceleração de seu desenvolvimento e maximizando suas frentes de negócio.

Você tambem pode se interessar:

Felipe Wasserman

Felipe Wasserman

20 anos de experiência profissional com foco em gestão de marketing e M&A para o segmento de varejo com atuação em modelo de negócios online e off-line.