Fabio Sayeg: “as empresas precisam ter governança e sócios resilientes”

Tempo de leitura:
Compartilhe:


Com ampla experiência na compra e venda de empresas, executivo conta sobre seu amadurecimento na atuação estratégica; com a aceleração da digitalização, fica mais difícil crescer de forma orgânica 


Experiência com fusões e aquisições é o que não falta por aqui. Na terceira entrevista da 3ª temporada de “Papo de M&A”, podcasts da Pipeline Capital, empresa de M&A com foco em tecnologia, Fabio Sayeg, fundador e CEO da Zoly, agência de marketing digital orientada a dados, bate um papo com o fundador e CEO da Pipeline, Alon Sochaczewski, e conta sobre a sua jornada e amadurecimento na aquisição e venda de empresas. 

A própria Zoly nasceu da fusão da fusão da GPMidia e da WROI e Lúcida, pois os grupos tinham produtos complementares, sendo a primeira especializada em performance e marketing digital, e a segunda, uma consultoria especializada em coleta, análise e inteligência de dados. E não parou por aí, a aquisição da Saiba+ especializada em UX (experiência do usuário) e UI (Design de interface de usuário), criou ao final uma empresa que logo poderia chamar a atenção de grandes grupos.

O executivo, que fez algumas de suas transações sozinho, conta que sentiu uma grande diferença quando contou com a assessoria da Pipeline Capital que o auxiliou nos processos de compra e venda posteriores. Entre alguns dos pontos ressaltados por ele estão quanto à implementação e consolidação de questões de governança, assim como certas ‘provocações’ sobre aspectos que poderiam ser melhorados e que estão mais claros para quem observa a empresa de fora.

“As empresas precisam ter governanças, precisam ter sócios resilientes, éticos, inteligentes. Precisa ter um corpo executivo que não fique somente nos sócios, precisa ter um corpo interessante”, ressalta Sayeg. 

E não demorou muito até que a Zoly chegasse ao radar da Mutant, uma empresa de Customer Experience com mais de R$ 700 milhões de faturamento, e que percebeu que a empresa poderia ser uma peça importante no seu tabuleiro, especialmente por tudo o que foi construído nos últimos meses.
“O objetivo da Zoly não era somente vender a empresa, mas sim realizar um processo estratégico, onde a venda poderia ser uma possibilidade, mas que a gente pudesse escolher o nosso caminho”, comenta Fabio Sayeg.

Para conferir a entrevista completa, clique aqui

    Compartilhe:

    Últimas Postagens

    Pipeline Capital e digitaliza.ai lançam o primeiro Scape Report interativo

    A Pipeline Capital, empresa global de fusões e aquisições com foco em tecnologia, criadora dos Scape Reports, que se consolidaram como um guia de

    Pipeline Capital é advisor da Vianuvem na sua venda para a Unico

      A unico, IDTech brasileira de soluções de proteção de identidade visual anuncia a compra de 100% das operações da Vianuvem, startup de gestão

    Utilizando o M&A para entrar em novos mercados ou adquirir novas tecnologias

    Fusões e aquisições (M&A) são estratégias poderosas para empresas que buscam expansão e inovação. Se você é um empreendedor ou investidor, entender como utilizar

    Governança corporativa como estratégia central para o sucesso no M&A

    A governança corporativa representa um pilar fundamental no desenvolvimento e na expansão de negócios, especialmente em um ambiente tão competitivo quanto o de Mergers

    Mitos e verdades sobre a venda de empresas

    A venda de uma empresa é um marco significativo na jornada de qualquer empreendedor ou investidor. No entanto, esse processo muitas vezes é envolto

    Nubank

    Nossa “Empresa do Mês” de abril, o Nubank, é o maior banco digital do Brasil e da América Latina. Foi fundada em 2013 no

    Connect to the best of M&A world Subscribe to our Newsletter

    Pipeline Podcast “Papo de M&A”

    Pipeline Capital’s podcast on mergers and acquisitions, innovation and technology.